LIVROS QUE INDICO

Começo pelos livros do Michael Pollan, meu jornalista preferido. Além de ler todos os livros que ele publicou em português e vários artigos longuissimos em inglês, tive o prazer de entrevistá-lo duas vezes. Uma, por telefone, quando eu era repórter da revista Época, e outra ao vivo e em cores, gravada em vídeo. Você pode ver essa entrevista em vídeo no canal Do campo à mesa no YouTube (ative as legendas no player).

O canal Do campo à mesa está no programa de afiliados da Amazon. Na compra de qualquer um desses livros a partir dos links desta página, você direciona parte do valor pago ao canal, contribuindo com a verba da produção. Legal, né?

 

dilema do onívoro capaEste foi o primeiro livro do Michael Pollan que eu li. É absolutamente espetacular. O autor faz uma investigação jornalística invejável e explica com riqueza de detalhes qual a relação entre os subsídios governamentais à produção de milho nos Estados Unidos e a obesidade. Depois de ler esse livro Imperdível, nunca mais fui ingênua em relação ao governo e à indústria de alimentos. Imperdível.

Clique aqui para comprar O dilema do onívoro.

 

 

em defesa da comida

Este livro é um manifesto a favor da comida de verdade. É encantadora a forma como Pollan questiona alguns capítulos da ciência da nutrição, revelando seus equívocos, e defende as tradições culinárias. É nesse livro que ele apresenta o termo “nutricionismo”. Pra variar, é mais uma aula do mestre.

Clique aqui para comprar Em defesa da comida.

 

 

 

regras-da-comida-300x300[1]

Simplificando a mensagem de “Em defesa da comida”, aqui Pollan coloca em frases curtas o que ele acredita serem as melhores dicas para comer bem. Livro pra deixar na cabeceira e dar de presente pra todo mundo!

Clique aqui para comprar Regras da comida.

 

 

 

capa cozinhar

Quarto livro do Pollan publicado no Brasil. Foi lançado em 2014 durante a Festa Internacional de Literatura de Paraty, onde fiz a entrevista com o autor. Longe de ser um livro de culinária, Cozinhar é mais um manifesto em defesa das tradições culinárias. Só que desta vez, além de trazer referências literárias, técnicas e científicas, Pollan coloca a mão na massa, literalmente. O capítulo sobre a fermentação de pães me convenceu de que preciso aprender a fazer pão. Não só porque é legal, mas porque pão caseiro de fermentação natural é um dos alimentos mais saborosos e saudáveis que podemos ter.

Clique aqui para comprar Cozinhar.

 

capa sal açucar gordura

Michael Moss é outro jornalista americano que admiro muito. Fiz uma entrevista com ele em 2013, publicada na revista Página 22. Ele investigou os bastidores da indústria de alimentos e revelou como elas conspiram para deixar os consumidores viciados em suas porcarias com excesso de sal, açúcar e gordura. Livro indispensável pra quem quer entender a lógica dos lançamentos no mercado de alimentos. Lançado em português em julho de 2015.

Clique aqui para comprar Sal Açúcar Gordura.

 

 

país fast food

Outro jornalista americano que investiga a cadeia de alimentos, Erick Schlosser percorreu de trás para frente a cadeia de produção de uma rede de lanchonetes nos Estados Unidos para saber qual a origem dos ingredientes e das doenças, inclusive infecciosas, transmitidas por esses alimentos. O livro inspirou o filme de mesmo nome. Pra quem gosta de jornalismo investigativo, é um prato cheio.

 

 

 

the end of food

Paul Roberts, também jornalista (tá rolando um corporativismo, será? rsrsrs), vai lá atrás nos primórdios da agricultura e indústria de alimentos e conta a história de como chegamos a este sistema alimentar tão cruel e contaminado.

Clique aqui para comprar The end of food (em inglês).

 

 

 

food politics capa

Marion Nestle é espetacular. Nutricionista e guerreira, essa mulher deu um show nesse livro e dá show diariamente em seu blog de mesmo nome. Ela conta como o lobby da indústria de alimentos é capaz de alterar profundamente a política alimentar nos Estados Unidos (e adivinha se em outros países também). Infelizmente este livro nunca foi traduzido para o português, mas deveria ser obrigatório em todas as faculdades de nutrição. Recomedadíssimo. Sou tão fã que não pude deixar de tietar quando ela veio ao Brasil, em 2012.

Clique aqui para comprar Food Politics (em inglês).

 

 
nutricionism capa

Vou contar um segredo: o australiano Gyorgy Scrinis tem ciúme do Michael Pollan. É que foi ele, o Scrinis, quem cunhou o termo “nutricionismo”, que o Pollan tornou famoso. Não que tenha sido um roubo. Não, de jeito nenhum. Scrinis cunhou o termo e o divulgou em artigos científicos, que Pollan leu. E o Pollan é um jornalista que escreve maravilhosamente e já era famoso. Aí deu nisso. O Pollan ficou ainda mais famoso, e Scrinis só foi lançar seu livro sobre o nutricionismo, pra contar a história inteira, em 2013, vários anos depois de Pollan lançar Em defesa da comida. Eu li e gostei muito. Também o entrevistei em 2014, por Skype, e ele é muito gente boa.

Clique aqui para comprar Nutritionism (em inglês).

 

malcomidosFoi numa viagem a Buenos Aires que conheci Soledad Barruti. Foi uma sorte inacreditável. Estava folheando uma revista e pimba! Lá estava o anúncio desse livro que me chamou a atenção imediatamente. Minutos depois, estava na livraria, comprando e já devorando as primeiras páginas. Mandei uma mensagem pra ela no Twitter naquele mesmo dia, e dois dias depois fui até a casa dela. Resultado: viramos amigas e colegas no jornalismo latinoamericano sobre comida. Na falta de um Michael Pollan brasileiro, temos Soledad, aqui pertinho, contando todos os podres da indústria de alimentos no país vizinho. Se eu fosse você, leria. Em espanhol.

 

 

ENCONTRE AQUI MAIS LIVROS SOBRE ALIMENTAÇÃO:

 

 

 

Um comentário sobre “LIVROS QUE INDICO

  1. Pingback: Você pode ajudar | Do campo à mesa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s