Cozinhar pode salvar seu dia

Esta semana eu saí do prumo. Por conta de uma viagem cansativa na semana passada e de um caminhão de desafios que ando enfrentando de uma vez, tive algumas noites mal dormidas, não fiz pausas saudáveis para comer com calma, não tive energia para fazer exercícios. Caiu minha resistência, fiquei com a garganta ruim, o nariz entupido e menos disposição ainda para fazer exercícios. E, depois de um mínimo repouso no fim de semana, continuei dormindo mal, comendo com pressa e trabalhando demais. Às vezes a vida exige demais da gente. Ou seria a gente que exige demais da vida?

Hoje acordei um pouco melhor. Não da garganta nem do nariz, mas dos pensamentos. Talvez porque finalmente fechei um trabalho que me custou fechar e consegui as informações que precisava obter de um cliente. Ou porque me senti entendendo um pouco melhor como devo proceder. O que sei é que sonhei e acordei sem aquele turbilhão de preocupações que me conduz ao computador antes de tomar café. E decidi que teria um dia um pouco mais sossegado.

Vesti a roupa de ginástica, mas ainda não estava com aquele pique necessário pra subir ladeira de bike e me jogar no chão da academia. Preferi começar o dia saindo a pé para resolver coisas de papelaria e comprar alimentos para cozinhar. Comprei verdura e legumes para ter um almoço completo como deve ser, pra ser preparado com tranquilidade e comido com a devida atenção aos sabores e texturas.

Sim, hoje me dei o direito de cozinhar. E, ao cozinhar, confirmei: a gente precisa disso pra ser saudável. A gente precisa se conectar com a comida que veio da terra, contemplar suas cores, aspirar seus aromas, observar sua transformação em contato com o calor, os líquidos, as gorduras e os temperos. A gente precisa gastar esse tempo cuidando da gente. A cabeça se organiza, o corpo se prepara para o alimento e depois é alimentado como deve ser.

E ainda me aventurei: fiz quiabo pela primeira vez. Tentar é muito importante. Se errar, sempre dá pra tentar de novo. Se der pra corrigir, corrija. Se der pra inovar, inove. No empreendedorismo e na cozinha, a técnica da tentativa e erro é imprescindível ao aprendizado. Desistir não é uma opção.

O cardápio completo de hoje é: arroz integral, feijão, filé de frango, abóbora japonesa refogada com casca, quiabo e salada de rúcula, repolho roxo, tomate e rabanete.

Bom apetite e boa semana!

20150306_114802[1]

20150306_114836[1]

Anúncios

5 comentários sobre “Cozinhar pode salvar seu dia

  1. já fez quiabo inteiro, os mais miúdos, sem tirar nem o cabinho, só grelhadinho na frigideira untada de azeite e quando fica dourado, desliga o fogo, acrescenta sal e limão?
    Desse modo comemos até os cabinhos!!!!

    Curtir

  2. Adoro quiabo também. Procuro manter uma proporção sempre favorável de vegetais na minha dieta, não consumindo carne vermelha jamais (desde 92), e reduzindo as outras gradualmente. Parabens pelo texto.

    Curtir

  3. A dica de dobrar a ponta para ver se quebra, que Anônimo deu acima, é infalível. Mas,mesmo os fibrosos, se cozidos inteiros, depois de cozidos podem ter a parte de dentro aproveitada e é só descartar a parte de fora. Gosto de quiabo de qualquer jeito, mas ultimamente tenho cozinhado inteiros, no vapor. Não baba, realça o sabor e não dá trabalho nenhum. Pode até servir frio, como salada. Sua comidinha ficou de dar inveja. Sair, comprar, trazer para a cozinha e preparar. Realmente, a forma mais completa de aproveitar uma refeição.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Eu gosto de quiabo, mas, acho que toda a cerimônia realizada com ele, desnecessária (com baba/ sem baba, pica aqui, seca, faz isso ou aquilo) então, descobri em um restaurante vegano que colocando o quiabo em frigideira com sal, azeite e suco de limão abafando com tampa e cozinhando até secar ele fica tão bom ou até melhor do que o que sofreu cerimônia…caso ele fique “fibroso” da próxima vez comece escolhendo os mais frescos, antes de colocar na panela dobrar a ponta e ver se quebra se quebrar vai ficar uma delícia.

    Curtido por 1 pessoa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s