Como comparar iogurtes

Lá vou eu em mais um experimento com minhas ideias para a rotulagem.

O objetivo no experimento de hoje é deixar mais claras as diferenças entre produtos de uma mesma categoria (e mesmo sabor) com diferentes graus de processamento. Mais especificamente os iogurtes com (ou sabor de) morango, tema do meu primeiríssimo vídeo.

No primeiro slide, dou uma ideia de como o rótulo poderia apresentar os ingredientes de um iogurte com morango pouco processado, com apenas 4 ingredientes, pouco açúcar e nenhum aditivo. As quantidades seriam expressas graficamente. Mas meus gráficos não são reais. São apenas chutes, pois não sei as quantidades de cada ingrediente no produto. Isso seria possível apenas se fosse obrigatório informar as quantidades na lista de ingredientes. Infelizmente ainda não é.

No meu modelo, a informação nutricional deve ser comparada com a de alimento(s) de referência, para tornar as diferenças mais claras. Para a informação nutricional comparada, mantive os tamanhos de porção adotados por cada produto em vez de calcular as proporções para uma porção única (por exemplo, calcular tudo com base em 170 gramas). Decidi fazer assim porque são essas as quantidades que a gente tende a consumir para cada um desses produtos. Achei mais realista, afinal a realidade do nosso jeito de comer normalmente não segue a matemática à risca. Mas entenderei se as nutris discordarem.

No segundo slide, separo os ingredientes de um iogurte com morango bem mais processado, com 14 ingredientes, vários dos quais são aditivos, e não tento expressar as quantidades de cada ingrediente graficamente, porque o chute seria muito grande. Fiz novamente a comparação da informação nutricional com alimentos de referência (leite e iogurte natural da mesma marca), mas sigo achando que dar destaque aos ingredientes é bem mais útil para saber se o produto vale a pena. Seria bem mais fácil se o rótulo informasse obrigatoriamente a quantidade de açúcar adicionado. Aí saberíamos qual parte dos carboidratos equivale ao açúcar.

Considere-se que eu não sou designer e estou usando o Power Point, que obviamente não é o software mais adequado pra criar desenhos legais. Considere-se ainda que sou ruim pacas no uso de gráficos. Na mão de um designer infografista isso certamente ficaria muito melhor.

 

slide propostas rotulagem 2

 

slide propostas rotulagem 3

Anúncios

8 comentários sobre “Como comparar iogurtes

  1. A chef Rita Lobo diz que quando a gente casa nós gostamos de brincar de cazinha, preparar uma macarrão de vez em quando e o trivial, mas a gente só aprende a cozinhar mesmo quando tem filhos. Achei interessante pelo fato de só me interessar mesmo por comida saudável nesse ultimo ano, esperando entrar na fila de adoção. Me vi muita acima do peso e percebi a péssima educação alimentar que iria passar para meu filho, resolvi radicalizar: fui aprender a cozinhar e comer direito.
    Conheci seu canal no youtube faz pouco tempo, onde vi a quantidade de fruta que os iogurtes realmente contém. Comprei uma iogurteira.
    Depois de um ano não tomando refrigerantes, sem sucos processados, fazendo nuggets e hambúrgueres em casa, de ter perdido mais de dez quilos sem dieta e sem para de comer, imaginei que não daria muita diferença além do custo mais baixo (R$ 3,80 = 1 litro de iogurte quase grego). Me enganei completamente, minha vida está muito, muito melhor. Sei exatamente a quantidade de morango que contém, o quanto de açúcar e o melhor sem aditivos nenhum. Faço sorvete, molhos, sobremesas etc.
    Enfim, obrigada por todo esse trabalho de investigação e alerta.

    Curtir

  2. Olá Francine, acho super bacana seu trabalho e concordo que a informação da quantidade de açúcar deve constar na embalagem. Procuro alimentar meus filhos com a menor quantidade de açúcar sempre que possível. No caso da Delicari tem na embalagem que é adicionado somente 5% de açúcar. Isso seria para um pote de 170 gramas o equivalente a 8,5 gramas de açucar adicionado.

    Curtir

  3. Querida, salve os slides do power point como imagem (jpeg ou png) ao invés de dar print. Assim, as imagens não ficam com os hachurados embaixo das palavras identificadas como erro pelo corretor.

    Curtir

  4. Acho que precisa de mais 2 informações pra cada substância, Francine: quantidade diária recomendada (o mínimo recomendado para consumo diário), e, mais importante, quantidade diária tolerada (o máximo recomendado para consumo diário).
    Pensando bem, essas quantidades devem variar entre adultos e crianças. Teria que ter uma tabela separada pra as crianças. É complicado.

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s